IPGII

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Santidade no Cotidiano

“Fala a toda congregação dos filhos de Israel e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo.” (Lv 19.2)

Vida de santidade é o que se espera de um povo que foi chamado para ser santo, que adora o Deus santo e único. O chamado à santidade foi e é para o povo de Deus em todas as épocas. A nossa santidade parte do princípio que o nosso Deus é santo. Ele é o nosso referencial.

Todos nós sabemos que devemos ser santos, a diferença está naquele que sabe e naquele que pratica a santidade. A santidade não pode ser apenas algo de conhecimento teológico ou intelectual, não é simplesmente saber o que é. Devemos ter o conhecimento e colocá-lo em prática, obedecendo ao Senhor.

Viver a santidade dentro do nosso lar é essencial. Porém, possivelmente, seja o lugar mais difícil. Comedir nossas palavras e atitudes dentro de nossa casa é um grande desafio. Geralmente nossa casa é o lugar em que menos usamos máscaras. Mas a Bíblia é clara quanto ao dever de cada membro da família, para que todos cresçam em santidade.

A santidade no convívio social tem por base o amor ao próximo. Hoje há uma tendência de fazer-se separação entre o momento em que estamos em ambiente social e ambiente espiritual. Muitas vezes por estarmos fora do contexto cúltico adotamos um tipo de conduta aceito e praticado pela sociedade, mas condenado pela Palavra de Deus (todo mundo faz).

Vejamos algumas práticas toleradas pela sociedade, mas condenadas pelas Escrituras: 1) Mentira – é lamentável que a mentira seja usada com tanta naturalidade pelos crentes. 2) Maledicência – isso é amplamente praticado na sociedade e infelizmente na igreja também. 3) Vingança – Geralmente é um sentimento provocado pelo rancor e isso impede a santidade. A santidade está ligada ao amor, tanto a Deus, pela redenção em Cristo Jesus, quanto ao próximo, motivado pela mesma causa.

Santidade é assunto sério, já nos alerta as Escrituras: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb 12.14). Uma vida de santidade é que comprova se somos ou não do Senhor. Não basta dizer que é salvo, tem que viver como salvo. E esse viver é a santidade.

Viver em santidade deve ser o alvo da nossa vida, não por obrigação ou com pesar, mas em alegria e gratidão por aquele que nos tornou santos. Seja em casa, na rua, no trabalho, na escola, na faculdade ou em qualquer outro lugar, sejamos santos, como o Senhor, nosso Deus, é santo.

Que o Senhor nos abençoe e nos ajude a andar em santidade!

Por: Rev. Robson Luiz Silva dos Reis

plugins premium WordPress